Conheça o papel do profissional de enfermagem no cenário de IMV

  • Publicado em 24/11/2017
  • Notícias Curiosidades
  • 539

Cada vez mais a população brasileira perde sua vida por acidentes de causas externas como acidentes de trânsitos, acidentes industriais, aéreos, tragédias ambientais, perfurações por armas brancas e de fogo, etc. Dentre eles, os que mais se destacam são os acidentes de trânsito, provocados pelas imprudências dos condutores de veículos.

Neste contexto, nota-se o aumento de eventos classificados como IMV (Incidentes com Múltiplas Vítimas). Segundo o American College of Surgeons, o profissional encontrará o número de cinco ou mais vítimas, necessitando a realização de triagem para o atendimento pelos serviços locais de urgência, que visam focalizar a identificação dos doentes com maior risco de morte.


Estes serviços de atendimento pré-hospitalares possuem profissionais treinados para atuarem especialmente nesta área, ou seja, nas ambulâncias de resgate, são eles: Auxiliares e Técnicos de Enfermagem, Enfermeiros, Médicos e Militares do Corpo de Bombeiros.


De acordo com a edição deste mês da revista Emergência, estes profissionais estão subdivididos em: equipe de salvamento, que busca retirar as vítimas de uma situação em que as coloquem em risco iminente; equipe de SBV (Suporte Básico à Vida), que tem como característica realizar o atendimento à vítima sem que necessite de intervenções médicas invasivas; e equipe de SAV (Suporte Avançado à Vida), que requer intervenções mais específicas, sendo que no Brasil só podem ser realizadas por médicos e enfermeiros.


Pensando nisso, a Pós Graduação da Esamaz oferece 6 áreas do conhecimento que melhor se adequa ao seu interesse, confira mais sobre nossas especializações, clique aqui.


Com informações da Revista Emergência